Todos no mesmo barco

Está todo mundo no mesmo barco. Todo mundo achando que todo mundo é doido. Todo mundo procurando sem se achar.

Todos perdidos, sem rumo, fugindo do vazio. Procurando uma razão para não passar mais um final de semana sozinhos, e cansados de buscar na noite aquilo que não vão encontrar.
Em todo lugar, homens e mulheres se queixam das mesmas coisas, da mesma falta de alguém “legal” para se relacionarem, da falta de interesse que o outro tem de encontrar alguém.
E nessa falta de fé de acreditar nas pessoas, ninguém mais dá tempo para nada. Não dá tempo de o outro mostrar o que quer.  Mas será que o outro quer? Às vezes quer. Às vezes quer, só que nem sabe o quê e quando encontra desiste porque acha que alguma coisa está errada, afinal, está todo mundo doido, ninguém quer nada com nada…
E assim o mundo gira em círculos, com ninguém se encontrando, mesmo se procurando.
Vai ver é isso. Todo mundo quer a mesma coisa por isso ninguém encontra. Ou vai ver que não, ninguém no fundo quer nada com nada porque querer alguém apenas não basta. Querer todo mundo quer; mas, e fazer algum esforço para ficar com o outro, alguém quer? Não. Todo mundo só quer que façam esforços por si.
Vai ver então é esse o problema: achar todo mundo quer mas e depois que acha? Você sabe o que fazer com o que achou?
Não, porque está todo mundo no mesmo barco. Todo mundo achando que todo mundo é doido. Todo mundo procurando sem se achar…

todos.no.mesmo.barco

facebooktwittermailby feather

You may also like...

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: